domingo, 23 de agosto de 2015

[TAG] 50% (Mid Year Book Freak Out)

Olá, queridos visitantes e seguidores!
Como vocês estão nesse glorioso domingo? Espero que tudo ótimo! Essa semana foi uma imensa correria no meu trabalho e hoje, com certeza, é dia de descanso!
Pensando nisso, resolvi trazer uma TAG bem legal pra gente se divertir, falar de livros e filmes bons e relaxar!
A escolha do Oscar do ano é sempre um sofrimento no coração de qualquer leitor, por que sejamos sinceros, muitos livros que amamos ficam de fora.
Essa TAG é uma ótima chance de falar sobre eles e indicar excelentes leituras!
Prepara a pipoca e vem comigo!




A TAG foi criada pelo canal Read Like Wild Frek (hahaha, adorei o nome!), com o título de "Mid-Year Book Freak Out", e o vídeo da TAG original vocês podem encontrar nesse link. Vários youtubers queridos já responderam, e eu indico o vídeo do Vítor, do canal Geek Freak, que traduziu a TAG (aqui), a Pri, do canal Geek Lady (aqui) e Bruna Miranda (aqui). Também indico os posts da Letícia, do blog Livros, Vamos Devorá-los (aqui) e da Gabrielly, do blog Uma Leitora Voraz (aqui). Sei que são muitas indicações, mas eu a-do-ro TAGs desse tipo, espero que vocês também!
Tentei ao máximo escolher apenas um livro ou filme, mas pra não perder a chance de indicar várias coisas maravilhosas pra vocês, vários serão citados!
Sem mais delongas, vamos às perguntas:

1. O melhor livro que você leu até agora, em 2015.

O melhor livro que li esse ano foi Garota, Interrompida, da autora Susanna Kaysen. Acho que nem preciso dizer o quanto esse livro é espetacular e tão belamente escrito, mesmo tratando de um assunto pesado como doença mental.
Significou muito pra mim, pessoalmente, e me apaixonei pela escrita da Susanna: acho que bati o recorde de rapidez e levei menos de três horas pra ler o livro inteirinho.
Considero uma das maiores blasfêmias quando alguém diz que "não precisa ler o livro porque já viu o filme": a adaptação cinematográfica é impecável e a Angelina Jolie está mesmo maravilhosa, mas mais do que nunca, leiam o livro!! Hahaha.
Vale citar: Os Pilares da Terra, de Ken Follett (maravilhosamente espetacular; aguardem resenha em breve), Passarinha, de Karyn Erskine (leiam a resenha aqui e saibam o quanto esse livro é maravilhoso) e Na Natureza Selvagem, de Jon Krakauer (que também vai ter resenha, assim que eu juntar o que me resta de coração e conseguir escrever o quanto esse livro é lindo).


2. A melhor continuação que você leu até agora, em 2015.

Normalmente, não tenho tantas continuações pendentes pra ler, porque prefiro imensamente começar uma série e ler todos os livros em sequência. Esse foi o caso do livro que escolhi para essa categoria.
O Bater de Suas Asas, do Paul Hoffman, é o segundo livro da trilogia A Mão Esquerda de Deus, que comecei e terminei esse ano. Nunca espero muita coisa do segundo livro, por que normalmente não acontece nada muito interessante ou importante para o contexto, mas gente! Esse livro me fez cair o queixo! Sem perder o tom delicioso do primeiro livro, ele traz novos personagens, muda o cenário e o tom do enredo, e é claro, pra melhor. Se ainda não leu essa trilogia, fica a dica: leiam!
Vale também citar "Histórias Perdidas", de John Flanagam, o décimo primeiro livro da série Rangers. É um livro de contos, super gostoso e fluido de ler; e como todos os livros da série, super divertido também. Adorei a leitura!



3. Algum lançamento do primeiro semestre que você ainda não leu, mas quer muito.

Como vocês sabem, se tem algo que eu não estou muito por dentro é de lançamentos literários. Minhas leituras sempre seguem a minha imensa lista de livros não lidos (e que, pra ser honesta, inclui mais livros antigos do que recentes) e não os lançamentos das editoras. Mas sigo muitos blogs e vlogs literários e sempre me deparo com algum lançamento que realmente gostaria de ler, acrescentando mais um título na minha já imensa lista - um círculo vicioso e infinito que todo leitor conhece! Hahaha.
Sou apaixonada por Ken Follett há muito tempo, mas ultimamente nosso romance tem ficado sério. Depois que li a trilogia O Século (resenha aqui), decidi que quero ler tudo que esse homem escrever, especialmente se for relacionado ao tema de Segunda Guerra Mundial (que como vocês já estão cansados de saber é meu tema preferido!).
Também vale citar, com muitas estrelinhas: "Jurassic Park", de Michael Crichton, "Uma Breve História do Tempo", de Stephen Hawking, e "O Demonologista", de Andrew Pyper.

4. O livro mais aguardado do segundo semestre.

Como eu disse, não sou muito ligada a lançamentos. Mas, aos poucos que sou, eu fico extremamente ansiosa! Hahaha.
Prince Lestat, a continuação da melhor série de vampiros já escrita na face desse planeta (também conhecida como As Crônicas Vampirescas), é o mais novo lançamento da escritora Anne Rice.
O livro foi lançado no primeiro semestre do ano passado, nos EUA, e só no final do ano passado a editora Rocco anunciou que publicaria o livro no segundo semestre desse ano. Mas quando, gente?? Até hoje nada de divulgação de lançamento, capa, nada de nada =/ #chateada
Não sei se vocês lembram, mas esse livro está no meu desafio 15 Livros Para 2015 (que aliás, está indo muito bem, felizmente!), o que me deixa ainda mais ansiosa por notícias.
Espero do fundo do coração que não tenha nenhum atraso na publicação e que eu possa me reencontrar com meus vampiros preferidos em breve!
p.s: Os direitos cinematográficos do primeiro volume da série foi cedido para a Universal, o que significa reboot de Entrevista Com o Vampiro em breve, leia mais aqui.

5. O livro que mais te decepcionou esse ano.

Dos quase sessenta livros que li até agora esse ano, felizmente me decepcionei com apenas quatro, e com certeza o mais decepcionante foi Catch-22 (ou Ardil 22), em que eu esperava tudo, menos um livro de humor nonsense e sarcástico sobre a Segunda Guerra Mundial.
Não achei o livro ruim, ou mal escrito, e tive até bons momentos de diversão com ele. Mas era tão absolutamente diferente do que eu esperava que tornou a leitura difícil, e decepção imensa. Pretendo reler a obra um dia, num futuro ainda bem distante, e já sabendo mais ou menos o que esperar, tentar gostar mais do livro. Mas no momento, é minha maior decepção literária do ano.
Também vale citar as "desrecomendações": Lolita, de Vladmir Nabokov (resenha repleta de lágrimas aqui), "A Letra Escarlate", de Nathaniel Hawthorne (lindamente escrito, mas muito, muito descritivo!) e "Eu Sou a Lenda", de Richard Matheson (com o final mais wtf do ano; se você amou o filme, como eu, fique longe do livro - e vice-versa).


6. O livro que mais te surpreendeu esse ano.

Se você é nerd de carteirinha, ama livros nonsense no estilo da série O Guia do Mochileiro das Galáxias e gosta de enredos cheios de humor e aventura (ou todas as opções anteriores), leia A Cor da Magia e seja surpreendido também: esse livro é espetacular!
Confesso que não sabia muito sobre a série e que não seria uma leitura que eu escolheria da minha imensa pilha de livros não lidos, mas aí veio o lindo do meu Clube Literário virtual, e colocou essa lindeza na minha vida - obrigada, Literary Hurricane!
Também vale citar "Deuses Americanos", de Neil Gaiman (sei que não é o amor da vida dos fãs do autor, mas eu amei!), "O Pacto", de Joe Hill (um dos melhores livros de fantasia e terror que já li na vida), "Éramos Seis", da Maria José (a ser citado futuramente nesse mesmo post), e "A Casa dos Budas Ditosos", do João Ubaldo Ribeiro (estou roubando ligeiramente aqui porque li esse livro no segundo semestre, mas não ia perder a chance de indicá-lo pra vocês: leiam!)


7. Novo autor favorito (que lançou seu primeiro livro nesse semestre, ou que você conheceu recentemente).

Um autor que me chamou a atenção esse ano foi Paul Hoffman, autor da trilogia A Mão Esquerda de Deus - com certeza se tornou o queridinho de 2015!
Apesar dos livros terem sido lançados há mais entre 2011 e 2013, só agora eu tive a oportunidade de ler e me maravilhar com a escrita de Hoffman. Um autor que escreve um segundo livro de trilogia tão bom quanto ele merece todo o meu respeito e os meus mais profundos agradecimentos! Hahaha.
Segundo a página no Goodreads do autor, ele tem apenas mais dois livros lançados, nenhum dos quais traduzidos para o português, infelizmente. Espero que ele publique mais livros em breve!
Vale também citar Terry Pratchett (autor da série Discworld, que faleceu em março desse ano e que me deixou maravilhada em "A Cor da Magia") e Javier Cercas (porque li "A Velocidade da Luz" e meu Deus, que livro espetacular!).



8. A sua quedinha por personagem fictício mais recente.

Tenho vários affairs literários ao longo das minhas leituras, eu confesso minha "piriguetagem literária", mas sou bastante exigente nas minhas escolhas.
Esse ano o único candidato aceito foi o Colin, do livro Qual Seu Número, da Karyn Bosnak. Além de gentil, inteligente e bem humorado, Colin é o tipo de personagem que sabe o que quer e não tem medo de perseguir seus sonhos.
Para o bem da honestidade, confesso também que a escolha do meu crush literário pode ter sido afetada pela escolha de Chris Evans para interpretar o Colin no cinema.
Também vale citar: Tristão, de Tristão & Isolda, é um excelente candidato a par romântico literário, porque você não vai conseguir encontrar em toda a literatura um homem mais apaixonado, dedicado e disposto a aceitar todas as consequências para ficar do lado da mulher que ama. Mas, pra mim não funcionou muito bem: me partia o coração só de imaginar separá-lo da Isolda! Hahaha.


9. Seu personagem favorito mais recente.

Sem sombra de dúvidas, tive vários personagens favoritos durante o ano. Mas, claro, as crianças sempre conseguem conquistar um espacinho permanente no nosso coração literário!
O Auggie, de "Extraordinário", e Tom Sawyer, de "As Aventuras de Tom Sawyer" foram dois personagens especiais, que me marcaram e me fizeram chorar e sorrir com eles, e me cativaram com suas personalidades super especiais. Como não amar? 


10. Um livro que te fez chorar nesse primeiro semestre.

Sou uma manteiga derretida e choro até em comerciais de margarina, mas gente, Éramos Seis é aquele tipo de livro que pega seu coração, finge que vai tratar com carinho, e depois pisa em cima até não sobrar nem um pedacinho. E o pior de tudo é que ninguém me avisou nadinha de nada!
Eu já esperava algumas lágrimas quando fui ler "Passarinha", e sabia que iria me emocionar quando comecei a ler "Extraordinário". Achei que conseguiria seguir as lágrimas quando estivesse lendo "Na Natureza Selvagem", o que eu claro que eu não consegui; mas pelo menos esperei que fosse acontecer!
Mas a escrita, a história, o enredo, o carisma dos personagens, tudo me pegou de surpresa nesse livro, que aliás, foi indicação da minha mãe para uma das categorias do Reading Challenge. (Quando contei que chorei rios de lágrimas ela ficou rindo da minha cara, o que me leva a terrível suspeita que tenha sido de propósito). É um livro lindo, lindo, lindo! Se ainda não leram, parem tudo imediatamente, deixem uns lencinhos à mão e se joguem nessa leitura!

11. Um livro que te deixou feliz nesse primeiro semestre.

Esse livro me deixou feliz por tantos motivos, que simplesmente não poderia escolher outro para essa categoria! Um livro com esse humor nonsense, que fala sobre magia e tem muitas aventuras é algo muito raro no mundo literário, se analisarmos bem. Depois de ler a série O Guia do Mochileiro das Galáxias, achei que nunca mais encontraria um livro similar que eu gostasse, e já tinha até me conformado; mas aí veio a série Discworld e fez meu mundo mais feliz.
Por conta de todos os desafios do ano, ainda não tive a oportunidade de ler os outros livros da série - que aliás é uma série imensa: são quarenta livros (sim, 40) englobando a série principal e seis sub-séries; dos quais apenas os doze primeiros foram traduzidos para o português. Espero poder conseguir lê-los em breve (contanto que meu inglês melhore bastante até lá! Hahaha) e terminar a série algum dia.
Vale citar: "Qual Seu Número", que me fez rir um monte - nunca esperei gostar tanto de chick-lit! - e "A Casa dos Budas Ditosos", por que é escandalosamente delicioso de ler; mas vale o aviso: conteúdo adulto!

12. Melhor adaptação cinematográfica de um livro que você assistiu até agora, em 2015.

Como vocês sabem, estou usando e abusando do Desafio Livros & Filmes para assistir todas as adaptações literárias possíveis de agora em diante. E claro, vi filmes maravilhosos! Mas, Histórias Cruzadas me tocou de uma forma muito, muito especial, e vocês podem saber porque no post de resenha, aqui.
Depois de me apaixonar pelo livro, no ano passado, estava com certo medo de assistir o filme: aquele velho medo de adaptações mal feitas que nos fazem perder a fé na humanidade. Quando finalmente assisti, fiquei de queixo caído: é uma das melhores adaptações que já assisti, e se tornou um dos meus filmes favoritos da vida. Se ainda não viram, pelamooor, vejam! Mas, preferencialmente, leiam o livro primeiro! Hahaha.
Vale muito citar:
 - Garota Exemplar (2014), O Diário de Anne Frank (1959), Pollyanna (1960), O Sol É Para Todos (1962) [resenha aqui], Livre (2014) e Capote (2005).



13. Sua resenha favorita desse primeiro semestre (escrita ou em vídeo).
Me empenhei bastante esse ano para trazer muitas resenhas pra vocês, e o blog está repleto de boas indicações. Mas a que mais gostei de fazer, até agora, foi a resenha do livro e do filme O Clube da Luta. Ambos estão no meu TOP 10 favoritos da vida e fiz questão de usar todos os recursos pra convencer os leitores que ainda não conhecem que vale muito, muito a pena conferir!
Também vale citar outras resenhas que me diverti um monte fazendo: A Resposta, de Kathryn Stockett, trilogia de livros e filmes Bourne, de Robert Ludlum, e a trilogia O Século, de Ken Follett.

14. O livro mais bonito que você comprou ou ganhou esse ano.
Normalmente não sou ~a louca das compras~, a não ser em ocasiões específicas como aniversário e Natal, e esse ano estou sendo especialmente cuidadosa com as minhas compras, porque o espaço na minha estante acabou =(
Comprei apenas 16 livros até agora (uma média humilde de dois por mês) e deles, o que mais me encantou foi "A Música do Silêncio", de Patrick Rothfuss, o spin-off da trilogia A Crônica do Matador do Rei. Nem preciso dizer muita coisa: confiram pelas fotos se esse livro não é uma fofura!







15. Quais livros você precisa ou quer muito ler até o final do ano?
Minha meta anual são 100 livros, portanto, ainda faltam 42 livros para atingir a minha meta. Todos esses eu preciso ler! Hahaha. Mas, claro, ganham prioridade os 13 que ainda faltam do desafio Reading Challenge, os 3 que ainda faltam do desafio 15 Livros Para 2015 e todas as escolhas do mês do meu clube literário. Como são muitos títulos e esse post já ficou imenso, vou deixar a resposta por isso mesmo, mas vocês podem conferir todos os títulos no post de update dos desafios/leitura do mês =)
Essa foi a TAG 50%! Ufa! Hahaha. Sei que é um pouco grande e que são muitas perguntas, mas se você chegou até aqui, espero que tenha gostado da leitura tanto quanto eu gostei de escrevê-la! 
Todo mundo está indicado para fazer essa TAG: além de super legal, nos dá a chance de indicar excelentes leituras!
Bjos & Até Mais ;)


Bookaholic life, baby!  ¯\_ツ_/¯