quinta-feira, 19 de junho de 2014

[Resenha] 100 Dias Em Paris - Tania Carvalho

Bom dia, queridos e queridas!
Como estão passando essa semana, com cara de feriado prolongado? Confesso que a preguiça anda me consumindo nesses primeiros dias de férias, tenho mil e um projetos anotados e fico procrastinando, sem fazer nada - tem coisa melhor? Hahaha!
Depois de tanto YA tive praticamente uma overdose - também conhecida como ressaca literária - que eu não tinha há tempos. Minha lista de leitura atualmente contém quase 250 livros (!!!!) e eu naquele tédio sem remédio, na maior indecisão pra escolher.
Pensei em voltar para os clássicos, que eu tanto amo e não leio há algum tempo; mas depois pensei melhor e achei que eu iria estranhar  muito a escrita.
Enfim, eu estava a procura de um livro leve, fluido, de leitura gostosa e de quebra divertido, mas encontrar esse livro fora do gênero young adult ou chick lit não foi tão fácil quanto eu pensei.
Eis então que me aparece essa joia rara, de autora brasileira, que eu amei e devorei em 3 horas seguidas de leitura hiper, mega gostosa!

"100 dias em Paris não é um guia de viagem nem um livro de autoajuda para 


viajantes solitários. É, na verdade, o relato de Tânia Carvalho, jornalista e autora de 

18 livros, que viajou para Paris sozinha, por lá ficou mais de três meses e fincou 

pequenas raízes: alugou apartamento, fez compras no supermercado, conseguiu 

encontrar escolas de dança, foi à manicure e andou, andou muito, se perdendo

para se achar – como gosta de definir."



Esse livro estava na minha lista há algum tempo. Não tanto assim, mas o suficiente pra me fazer esquecer quem me indicou. Até que sexta-feira, conversando com a minha prima, tocamos no assunto e ela fez tantos, mas tantos elogios que eu resolvi me aventurar.
Gente! É a leitura mais gostosa que eu li em muito tempo! O tempo voou, eu ri, sorri e como diz a autora, "me perdi e me achei". Era a cura tão necessária para a minha ressaca literária, um ar fresco nessas narrativas que pra nós, leitores compulsivos, às vezes parecem todas iguais.
100 Dias em Paris foi escrito pela Tânia Carvalho, narrando sua experiência de morar 100 dias em sua cidade preferida, aos 60 anos de idade e livre como um passarinho. Me identifiquei na hora, porque acho super awesome as "sessentonas descoladas", como a Tânia e também a minha avó materna, que ama viajar mais que tudo nesse mundo.
O livro não é um guia de viagens, como a autora mesmo define. É um relato de uma aventura, e escrito assim, como se fosse uma amiga em um caderninho de anotações de viagens. A Tânia já conhecia a cidade, como turista já havia visitado várias vezes. Mas o projeto 100 dias em Paris oferecia duas oportunidades únicas que ela queria muito: reviver a sensação maravilhosa de conhecer a cidade como na primeira vez e a experiência como moradora, ainda que temporária, da cidade dos seus sonhos.
Ela nos leva a cada uma das coisas que fez a experiência ser tão incrível: a escolha do apartamento, a visão dos turistas pelo morador, os clichês (e como sair deles), os passeios bons e os ruins, as compras, médicos, a gastronomia, a cultura; enfim, é como estar em Paris com a autora a cada frase.
O tom íntimo e o bom humor são, pra mim, as chaves de ouro para a narrativa me prender na leitura. Eu simplesmente não conseguia parar de ler! A intenção era me distrair um pouco antes de dormir e acabei madrugada a dentro, com a cabeça leve e morrendo de vontade de conhecer Paris!
Se você, assim como a Tânia, também quer viver a experiência de ser um (a) morador (a) da cidade luz, leia esse livro. Tem dicas de tudo, com direito a mapas, sites e telefones que você pode usar; o que tem e o que não tem em cada lugar - e tem todos os lugares, literalmente! Farmácia, museu, restaurante, cidades próximas, passeios de barco, médico, manicure, feira livre, salão de beleza; com direito a endereço, telefone e preço! Sim, tem o preço de quase todas as coisas, inclusive o preço total da viagem; que quase me fez ter um ataque isquêmico atrioventricular fulminante (também conhecido como infarto). Tânia, te admiro pela sua força de vontade para realizar seu sonho, mas ai de mim, sou uma mão de vaca assumida!! Hahaha. É uma das coisas que essa joia em forma de livro me fez pensar: quanto vale realizar o seu maior sonho? Todo mundo diz que não há dinheiro que pague a felicidade, e a Tânia sentiu isso, nos levou junto e abriu meus olhos (e talvez o meu bolso, quem sabe um dia né? Hahaha).
Um dos quotes favoritos do livro, que me dei ao trabalho até de anotar no meu smash book:


Pra mim faz todo o sentido do mundo, e pra vocês? =)
Feliz o dia em que 100 Dias Em Paris entrou na minha vida, me curou da ressaca literária e de brinde ainda me proporcionou a leitura mais gostosa que eu tive em tempos!

Nota da Mari: 

Recomendo a todos em geral e a cada um em particular que leiam, se divirtam com a Tânia e fiquem morrendo de vontade de ir à Paris também!
Viajar sempre foi um dos meus maiores sonhos, e eu sempre fugi dessas visitas rápidas e de lugares turísticos - salvo Nova York, porque né? Hahaha - e tenho vontade de conhecer países "fora do comum":, como a Rússia e a Polônia. Minha vontade é que a Tânia também vá pra esses lugares, porque eu me sentiria muito melhor com um exemplar de 100 Dias na Polônia quando for aparecer por lá! Hahaha.
A autora tem uma página no facebook onde relatou a viagem em detalhes e posta tudo sobre Paris - vale o like! O livro está a venda no site da Ímã versão capa dura e Livraria Travessa na versão brochura (ambas pelo mesmo preço!!), e já entrou para a minha lista dos desejados, porque infelizmente vou ter que devolver esse exemplar pra minha prima - eike tristeza!! =/ Hahaha. 

Tânia, a autora, divando a caminho de Chartres
(fonte: page oficial do livro)


Fica aqui a minha humilde recomendação, do 1º livro das férias e do 30º livro do ano, tanto para uma leitura prazerosa quanto para a cura definitiva da ressaca literária. Adorei!
Beijos e até a próxima! =D


p.s¹: Ainda não tinha comentado aqui, mas minha meta todo ano é ler no mínimo 60 livros. No meio do mês do meio do ano (vish, lê devagar senão dá bug, hahahaha) eu estou exatamente na minha meta, fico muito feliz mesmo! Mas sempre espero conseguir ler mais, esse ano quero ler 80 porque com uma lista de leitura dessas, só g-zuis na causa!!

p.s²: Quem me acompanha no twitter já sabe que tive um surto descontrolado de livros para as férias: comprei 10 livros (!!) e ainda tenho 16 aqui não lidos, oh God! Hahaha. Mas é sempre bom ter variedade, e além do mais, consegui umas promoções lindas! *-* Quando chegarem eu mostro tudo!

p.s³: As resenhas dos livros lidos de abril e maio irão sair meio fora de ordem, pelo simples motivo que: eu tinha que contar desse livro primeiro! Hahaha. Mas já estão no forno, assim como o post mais procrastinado do planeta, o das séries que eu assisto. Até um caracol manco tá mais rápido que eu nessas férias, só quero ficar deitada na minha cama lendo meus livros! =D Enfim, demora mas sai; mineiro não perde o trem não, gente [uai]! Hahaha.

Eu, aliviada e curada da ressaca literária! 
[só pra não dizer que não falei de gifs]
\o/

Fui!