segunda-feira, 23 de junho de 2014

[Especial Férias] Top 5 Documentários

Oii, nerds!
Segunda-feira, dia internacional da preguiça, mais férias, só pode ter um resultado: preguiça mode ON! =D
Se vocês estão mais desanimados e desmotivados que o Joseph Klimber, não entrem em pânico! Eu trouxe 5 dicas de documentários para afastar o tédio, rir, chorar e no geral se emocionar.
Documentários sempre me impressionam mais do que a grande maioria dos filmes, sou super fã e assisto sempre! Tenho uma playlist bem grande e escolher apenas 5 não foi fácil, mas adorei - tem documentário pra todos os gostos!



Esse foi um dos Top 5 mais difíceis que eu já fiz, porque sou apaixonada por documentários. De todos os tipos e sobre quase todos os assuntos, eu assisto quase toda semana! Passo horas vasculhando a net e quando não tenho nada de novo pra assistir, revejo os meus preferidos - que só pra constar, também são mais de cinco! Hahaha. Nessa lista procurei diversificar o máximo possível, pra agradar a gregos e troianos., então não reparem, são mesmo cada um sobre cada assunto, é justamente essa a ideia. Todos estão disponíveis no link logo abaixo das capas, no youtube, legendados. Caso estejam offline, deixem nos comentários, ok? 
Sem mais delongas, vamos às indicações!


1 - SICKO - Michael Moore



Sou muito, mas muito fã de Michael Moore, adoro o jeito com que ele retrata as coisas mais absurdas com um leve toque de humor nonsense. É o mesmo diretor do documentário Tiros em Columbine, um dos documentários mais amados/odiados no EUA e vencedor do Oscar em em 2003 e do prêmio no Festival de Cannes. Achei o Tiros em Columbine um documentário muito espetacular, apesar de ser contra a ideia do filme; mas quando assisti Sicko fiquei fascinada! É um documentário que aborda o sistema de saúde nos EUA com todas as suas gloriosas falhas, desmascarando os planos de saúde e expondo para o mundo uma verdade mais do que inconveniente. Sicko te traz todas as emoções, porque você ri, se diverte, se revolta, se emociona. É o primeiro da lista de recomendações, se não puder ver nenhum outro, assista Sicko!

2 - Vítimas do Facebook - Canal GNT


Esse documentário mostra com clareza uma das minhas maiores preocupações, não só para a minha geração, como também para as gerações futuras: a quantidade de informações online que publicamos todos os dias. Acho que muitas vezes passa despercebido o perigo que nos expomos, simplesmente postando uma foto no instagram, por exemplo. No aplicativo existe uma opção que postar um mapa do local onde a foto foi tirada, e isso muitas vezes é motivo de ostentação, ou às vezes é simplesmente descuido mesmo. Meu instagram é publico, já que utilizo da minha conta pessoal para divulgar aqui no blog também, muitas pessoas fazem isso. E aí que mora o perigo: qualquer pessoa em qualquer lugar do mundo sabe exatamente onde e quando você está. Eu não sou procurada pela CIA  nem pelo MI6 (que eu saiba, pelo menos! Hahahaha), mas não vejo nenhuma necessidade de publicar essa informação. Moro em uma cidade no interior de MG e aqui mesmo já houveram vários casos de furtos a residências, em que os assaltantes sabiam que o proprietário não estaria em casa, porque ele havia postado uma atualização de status no facebook anunciando uma viagem. Prefiro pecar pelo excesso de zelo, no máximo que eu puder, do que passar por uma situação constrangedora dessas. E tem de tudo no facebook, como todos nós sabemos: fotos de viagens, fotos com placas de carros, várias atualizações de status com informações que não deveriam ser públicas! Tudo bem, você pode mudar suas configurações pra que apenas amigos, ou um determinado grupo de pessoas, vejam as suas publicações. Mas quem é que mantém os grupos de amigos do facebook organizados? Quem não tem um perfil adicionado que você não sabe quem é, de onde conheceu? Meu próprio facebook está precisando de uma limpeza há tempos. Enfim, acho que vocês já entenderam a ideia, mas depois (sabe-se lá quando! Rsrs) pretendo fazer um post exclusivamente de segurança virtual. A questão é: uma vez na rede virtual, acabou, será público para sempre. E isso pode gerar situações que você nunca, nunca imaginou passar. Assistam esse documentário, garanto que vão ficar chocados!

3 - We Are Legion - The Story of Hacktivists


Ainda nesse mesmo contexto, esse é o melhor documentário que assisti esse ano, junto com Sicko. Sou muito, mas muito fã do Julian Assange e dos Anonymous. Não concordo sempre com tudo o que fazem (mentira, com o Julian eu concordo sim!), mas jamais vou me cansar de admirar a coragem e principalmente a iniciativa do grupo. Esse documentário é um relato da realidade dura e crua dos anonymous, o que fizeram, porque fizeram, e até alguns quem são. Vou me abster de fazer mais comentários pessoais sobre isso, pra não me alongar demais (e nem causar possíveis debates intermináveis; que são ótimos mas não são o objetivo do post!) e dizer apenas: assistam. Se libertem dos pré-conceitos, assistam com a mente em branco, conheçam a história. Se depois ainda mantiver a mesma opinião, vou ficar realmente surpresa. Recomendo!

4 - Um Ano na Vida de J. K. Rowling - Special Documentary ABC 

(o documentário é em inglês, apenas a capa é em espanhol.)
(também não entendi essa, mas enfim! Hahaha)

Acho que nem preciso dizer muita coisa, afinal é a tia J.K! Hahaha. Mas esse documentário foi especial pra mim, porque foi onde passei a admirar a autora, e não apenas os livros; pela sua história, sua personalidade tímida e sua força de vontade. Também é muito interessante porque as gravações foram feitas durante a revisão final e publicação de Relíquias da Morte, e fala muito sobre o enredo também - inclusive alguns finais muito incríveis que não estão nos livros!! Pra quem já leu HP (tem alguém que ainda não tenha lido nesse mundo de Deus? Hahaha) recomendo, com cinco estrelinhas. Vocês irão amar!

5 - O Dia da Sobrevivência - HBO


Como essa é uma lista minha de Top 5 documentários, não poderia faltar um sobre guerra, é claro! Relutei muito em listar especificamente esse, que pode e irá ofender as pessoas extremamente sensíveis. Mas pra ser sincera, é um dos menos sanguinolentos que eu já assisti (acreditem!) e um dos mais honestos. Já revi pelo menos umas três vezes e se você também gosta do tema, larga tudo que você estiver fazendo e assista!! Apenas fica o aviso de cautela para os muitos sensíveis e também para a presença dos ninjas cortadores de cebolas, que podem fazer com que alguma substância fluida e translúcida seja drenada do seu globo ocular. Todas as vezes que você assistir. Esses malditos ninjas cortadores de cebola devem vir com gravados no documentário, ou então me perseguem, só pode... rsrs.

Bom, por hoje é só!
Tem documentários pra todos os gostos, da minha humilde lista, que tem vários outros. Se gostaram da ideia, não deixem de dizer nos comentários, quem sabe rola uma segunda edição?
Atenção: se tiverem dicas de documentários legais, interessantes, comoventes: por favor deixem nos comentários!!
Beijos e até a próxima =D

p.s: Hoje é aniversário do meu irmãozinho, que completa 25 verões e que eu amo mais que tudo nesse mundo!! Parabéns Rafa, que você consiga alcançar todos os seus sonhos, e que seja muito, mas muito feliz! Te Amo! 


Só pra constar: eu sou o Dean! Hahahaha