sábado, 2 de maio de 2015

Update #3 - Desafio Reading Challenge (Leituras de Abril)

Oi, gente!
Abril acabou e para iniciar o mês de maio com o pé direito, trago hoje mais um update desse que é o maior desafio que essa humilde blogueira que vos fala já se propôs!
Tive um mês de excelentes e variadas leituras, e o melhor de tudo, meu desafio está em dia! Também fiz (e quem acompanha o blog no instagram já sabe) uma maratona de leitura para colocar em dia as leituras do clube literário que participo, o Literary Hurricane :)
Para concluir o mês com chave de ouro, no meio de tanta leitura (& leituras de Deapool & asistir as séries que acompanho) consegui assistir mais dois filmes do desafio Livros & Filmes desse ano; em breve tem update pra vocês! \o/
Sem mais delongas, vem comigo e vamos falar de livros!


Livro: A Música do Silêncio - Patrick Rothfuss
Categoria/Item no Desafio: 4 (Um Livro Publicado Nesse Ano)
Classificação: ☆☆☆☆ de 5 Estrelas

Esse livro também estava no Desafio 15 Livros Para 2015, e aproveitei para ~matar dois coelhos com uma cajadada só~, o que foi ótimo - preciso de mais tempo livre para atualizar minha lista de filmes! Hahaha.
É um livro fofo, super mega fofo, com certeza! Mas, como o próprio autor disse, não é um livro pra todo mundo. Os leitores dos dois livros de A Crônica do Matador do Rei já estão um pouco familiarizados com a Auri, e acho que a gente já sabia mais ou menos o que esperar - e sabíamos que ela era uma escolha meio que improvável para uma protagonista.
O livro é uma narrativa dos dias que antecederam uma das visitas do Kvothe para a Auri, e contam o mundo, a vida e o universo e tudo mais pela perspectiva dela. Ela continua sendo uma das personagens mais misteriosas da série, fiquei com a sensação de que o autor guardou todas as revelações para o último livro, mas amei voltar para o mundo do Kvothe. E vou confessar: eu adorei o livro! A relação que a Auri tem com o mundo é uma lindeza, à maneira dela; e a relação dela com o Kvothe é muito, muito linda. Adorei a leitura!

Livro: As Vinhas da Ira - John Steinbeck
Categoria/Item no Desafio: 18 (Um Livro Ganhador do Prêmio Pulitzer)
Classificação: ☆☆☆ de 5 Estrelas

Estava ansiosa para ler esse livro, especialmente porque, como a própria categoria diz, é um vencedor do prêmio Pulitzer; mas também porque ele também está no desafio Livros & Filmes (naquela lista gigantesca que vocês podem ver nesse link  no IMDb). Um dos atores do filme (de 1940) é um dos meus ídolos, Henry Fonda, e eu fortemente recomendo que vocês pesquisem sobre a vida pessoal dele quando estiverem se achando pra baixo: ele teve uma infância e uma adolescência terríveis, e mesmo assim foi um dos maiores atores da época. 
Acho que por isso tudo, o livro não atingiu as minhas expectativas. Mas é um dos mais maravilhosamente escritos que eu já li, e entendi completamente porque ganhou o Pulitzer! O que mais me encantei com o livro é que, apesar de falar sobre temas pesados, como miséria, fome e injustiça social; em um cenário tenso como a Depressão americana dos anos 30, o autor conseguiu me cativar desde a primeira página, e me levava nos altos e baixos do livro, intercalando momentos mais lentos com minha absoluta necessidade de saber mais sobre o Tom Jodi, personagem principal do livro. Recomendadíssimo! 

Livro: O Mundo Assombrado Pelos Demônios - Carl Sagan
Categoria/Item no Desafio: 14 (Um Livro de Não Ficção)
Classificação: ☆☆☆☆ de 5 Estrelas

Esse também estava no 15 Livros Para 2015, e foi uma das minhas maiores recompensas às visitas no sebo amigo: amei o livro do começo ao fim! É uma leitura mais lenta, típica de livros de não-ficção; mas o que é atípico é que Carl Sagan escreve de uma forma intimista, como se fosse um diário para um amigo. E fala de temas mais variados, desde religião à astronomia, de uma forma relacionável, compreensível e mente aberta, muito mais razoável do que muitos evolucionistas que existem por aí (cof cof Richard Dawkins).
Esse tom moderado é o principal motivo que me fez me encantar pelo livro, que tem capítulos inteiros destinados a religião e a OVNIS (ou UFOS); e embora aborde principalmente a visão americana desses assuntos, pelo menos pra mim ficou bem claro que a situação é a mesma em praticamente o mundo inteiro.
O livro é uma fonte inesgotável de quotes, e merece uma resenha a parte, que deve aparecer por aqui em breve. Mas já deixo minha recomendação: leiam! Não importa sua religião ou suas crenças, porque é sempre válido ouvir uma opinião contrária, moderada e bem escrita, certo? Certo!

Livro: Os Pilares da Terra - Ken Follett
Categoria/Item no Desafio: 15 (O Primeiro Livro de Um Autor Popular)
Classificação: ☆☆☆☆☆  de 5 Estrelas + FAVORITO

Essa foi uma categoria complicada, por que a maioria dos primeiros livros de autores populares ou não foram traduzidos para o português ou eu nunca tinha lido nenhuma obra do autor. Como um dos objetivos do desafio é diminuir minha enorme lista de leitura, e como Ken Follett é um dos meus autores preferidos, essa foi uma escolha perfeita (já que Pilares da Terra é o primeiro livro do autor publicado no Brasil).
Acho que depois da resenha da trilogia O Século não é segredo pra ninguém que eu amo a escrita do Follett, e certamente não foi segredo pra mim que esse livro se tornou um dos meus favoritos da vida! 
A trama é complexa e explora vários gêneros ao mesmo tempo: amor, guerra, fé e religião, vingança e perdão; com vários personagens principais e uma linha do tempo que dá vontade de chorar, de tão linda.
Mas, como sempre, o que impressiona mesmo são os finais fechadinhos de Ken Follett, que você fica meio que duvidando o livro inteiro que vai acontecer, em um enredo tão complexo. Mas sempre acontece, e é sempre lindo 

Categoria/Item no Desafio: 1 (Um Livro Com Mais de 500 Páginas)
Classificação: ☆☆☆☆☆ de 5 Estrelas

Aproveitando mais uma leitura em comum nos dois desafios, me joguei em mais uma obra de mais um dos meus autores preferidos (eu disse, abril foi um mês abençoado! Hahaha). Se eu tinha alguma dúvida que sou mesmo fã do tema, esse livro tiraria todas as minhas dúvidas: todas as 755 páginas são sobre um único acontecimento e compreendendo um período de tempo de 24 horas: o Dia D, a invasão da Normandia pelo exército aliado na Segunda Guerra Mundial.
Obviamente, é um livro repleto de detalhes, visões diferentes sobre as várias etapas e as enormes dificuldades de uma missão imensa como aquela; leitores que não forem absolutamente fã do tema com certeza ficarão entediados. Mas eu amei!
O que me encantou no livro foram as inúmeras citações dos soldados (tanto aliados quanto inimigos) e moradores sobre as batalhas, porque com certeza me levou até cada acontecimento. O autor passou anos coletando depoimentos, cartas e entrevistando centenas de pessoas para escrever o livro; e esse cuidado ficou claro. Aguardem: vai ter resenha em breve! \o/


Livro: Os Filhos de Anansi - Neil Gaiman
Categoria/Item no Desafio: 16 (Um Livro Não Lido de Um Autor Que Eu Amo)
Classificação: ☆☆☆☆ de 5 Estrelas

Um dos livros mais procrastinados desse ano! Finalmente consegui terminar Os Filhos de Anansi, o que me levou quase dois meses. 
Com as altas expectativas depois de ler o espetacular Deuses Americanos, achei ótimo o começo do livro. Um pouco antes da metade, fui perdendo o interesse; achei que o tio Gaiman ficou meio perdido na narrativa, e coloquei o livro de lado por algumas semanas. 
Quando retomei a leitura, me preparando psicologicamente para a primeira decepção literária com o autor, o livro me pegou de surpresa: o enredo começou a se encaixar e eu não consegui largar o livro até terminar! Apenas por essa parte no meio do livro que classifiquei como 4 estrelas, mas fico aliviada em contar que não tive nenhuma decepção literária; muito pelo contrário: o livro foi espetacular!
O final foi surpreendente, com uma certa dose de ação que me cativou. Quem gostou de Deuses Americanos, pode se jogar sem medo!

Livro: Contos - Charles Dickens (Biblioteca Universal #3)
Categoria/Item no Desafio: 12 (Um Livro de Contos)
Classificação: ☆☆☆☆ de 5 Estrelas

Quem me segue no twitter sabe que alguns meses atrás, em mais uma visita ao sebo amigo, me deparei com algumas preciosidades: os volumes 3, 4 e 5 da coleção Biblioteca Universal, lançada em 1974. E todos os visitantes e seguidores do blog já sabem que sou apaixonada por livros antigos; portanto, esse livros de contos do Charles Dickens foi a minha óbvia escolha para essa categoria!
As críticas sociais de Dickens, presentes em praticamente todos os seus livros, estão ainda mais fortes nesse volume; que é uma coleção de artigos publicados em jornais, de 1836 a 1867. 
São 13 contos ao todo e meus preferidos são "A História do Limpador de Botas", que é um conto de amor (por incrível que pareça) e "A História dos Duendes Que Sequestraram o Coveiro", que tem uma dose de magia e é um conto de Natal.
Foi uma ótima oportunidade, não apenas de ler um livro que estava parado na minha estante a meses, como também de ler um estilo literário diferente do que estou acostumada. Valeu a pena e pretendo ler em breve os outros dois volumes que tenho (Edgar Allan Poe e Dostoievski).



Outras Leituras de Abril

Como esse post já está gigantesco como sempre, vou apenas citar minhas outras leituras do mês de abril: para o desafio 15 Livros Para 2015, li o Mrs. Dalloway (Virgínia Woolf); e para me atualizar nas leituras do clubinho (o Literary Hurricane) li Fique Onde Está e Então Corra (John Boyne) - que eu adorei!, O Menino de Vestido (David Walliams), um livro infantil super fofo; e A Cor da Magia (Terry Pratchett), que é um dos livros mais engraçados que já li.
Também sigo firme e forte na releitura de Deadpool ❤ (sim, todas as 186 HQ's), embora tenha que me esforçar um pouco mais pra terminar antes do lançamento do filme, em janeiro do ano que vem. Estou na 15º ainda! Pensando seriamente em fazer um read-a-thon de Deadpool... hahaha.


Ufa, até que enfim acabou esse post gigantesco! Se você chegou até aqui, obrigado pela paciência! 
Bjos & Até a Próxima ;)


p.s: Total de livros lidos no mês: 12! \o/