domingo, 4 de outubro de 2015

Update #8 - Reading Challenge (Leituras de Setembro)

Olá, queridos!
Como estão vocês nesse glorioso domingo, dia internacional da preguiça, do filme com pipoca e de muitas leituras? Espero que todos estejam ótimos e curtindo muito o solzinho (apesar de pessoalmente curtir mais ainda quando ele vai embora! Hahaha)
Hoje vim trazer um super mega update, de todas as leituras que fiz no mês de setembro. Teve leituras do Reading Challenge, do clube literário, dos livros não lidos da estante... Teve até maratona literária para cumprir a meta de 100 livros esse ano! 
Com isso tudo, consegui bater meu recorde de livros lidos em um mês, e de brinde, encontrei um cinco estrelas e favorito da vida!
Vem comigo saber tudo!
Sinceramente não sei como consegui ler tudo isso. Teve o read-a-thon, que ajudou bastante, e no trabalho estava uma imensa calmaria. Mas, o que mais me admira é que consegui ver as séries e os filmes normalmente, dividindo em harmonia o tempo com as leituras... isso é quase um milagre! Hahaha.
Ao todo, finalizei o mês de setembro lendo 18 livros. Dezoito!! Nunca tinha conseguido ler essa quantidade antes na minha vida, o mais perto que cheguei foram 12 livros, e ainda sim sob circunstâncias completamente  diferentes, quando tinha muito mais tempo livre. Ainda estou admirada, por mais que eu saiba que, além de todos os fatores mencionados, alguns desses livros são bem curtos; e acho que vale muito uma comemoração, não pela quantidade, mas pela qualidade! E claro, ter atingido a minha meta e estar 5 livros à frente do planejamento de leitura também merece ser festejado! 
Então, pausa para celebrar um mês de leituras maravilhosas:


Comemorações feitas, vamos aos livros!
Alguns desses foram lidos durante o read-a-thon, uma pequena maratona pessoal que fiz logo no início de setembro, do dia dois ao dia nove. As mini-resenhas e resumos podem ser lidas no post que fiz exclusivamente para o read-a-thon. Os livros lidos foram:

 - O Silmarilion - J. R. R. Tolkien (categoria 39 do Reading Challenge: um livro com magia)
 - Feliz Ano Velho - Marcelo Rubens Paiva (categoria 43 do Reading Challenge: um livro ambientado em sua cidade natal, que eu troquei por "seu país natal")
 - Auto da Compadecida - Ariano Suassuna (escolha do mês do Literary Hurricane)
 - Um Teto Todo Seu - Virgínia Woolf (desafio 15 Livros Para 2015)
 - Praticamente Inofensiva - Douglas Adams (livros não lidos da estante)
 - O Clube do Filme - David Gilmour (livros não lidos)
 - Matadouro 5 - Kurt Vonnegut (categoria 48 do Reading Challenge: um livro banido)
 - Perdido em Marte - Andy Weir (livros não lidos)

Depois do read-a-thon, os livros que li foram:

Livro: A Fazenda Africana - Karen Blixen
Desafio: Livros Não Lidos da Estante

Essa leitura estava em duas das minhas listas literárias: o desafio Rory Gilmore e meus livros não lidos na estante. Isso já seria motivo suficiente para me incentivar, mas também vi diversas resenhas muito positivas, então estava bem empolgada para conhecer a escrita de Karen Blixen... e ela não me decepcionou!
O livro é baseado na vida da própria autora enquanto vivia na África, de 1914 a 1931, e conta sua vida como mulher de negócios, a frente de uma fazenda de café e comércio de diversas matérias primas.
Não se enganem: é um romance... mas esse romance está bem nas entrelinhas, disfarçado sob muitos eufemismos e muita elegância. Para ser sincera, o que me agradou mesmo foi a descrição de como era a vida na época, o cotidiano com os nativos africanos, o distanciamento da Primeira Guerra Mundial. Deliciosamente fluido de ler e classificação 4,5 de 5 estrelas, essa leitura com certeza vale a recomendação!


Livro: Caçadores de Obras Primas - Robert M. Edsel
Desafio: Livros Não Lidos

Se vocês estavam se perguntando se eu estava abstinência de livros sobre a Segunda Guerra, a resposta é sim! Hahaha. Por isso resolvi pegar essa leitura, e também porque estava louca para ver o filme!
O livro traz um lado da segunda guerra que, mesmo após ler mais de trinta livros exclusivamente sobre o tema, eu não fazia a menor ideia. Claro que faz sentido, afinal, a guerra não respeita cultura alguma; muito menos obras primas, não importa o quanto elas sejam maravilhosas.
Meu pai é artista plástico e cresci valorizando esses legados culturais, que encantam pessoas de todas as cores, credos e raças ao redor do mundo. Só de pensar no quanto disso nós perdemos, perspectiva que o livro faz questão de trazer, fico devastada.
Porém, essa não é a mensagem principal dessa história, mas sim o esforço de poucos homens que dedicaram a vida a encontrar, proteger e, sempre que possível, devolver as peças para seus donos originais. Tão incrivelmente fascinante que outra classificação que não cinco estrelas seria impossível.


Livro: Ivy, Virando a Mesa - Karen Quinn
Desafio: Reading Challenge 
Categoria: 29 (Um Livro Ambientado Em Um Lugar Que Você Sempre Quis Conhecer)


Mais um título da lista de livros não lidos da estante, mas ao contrário de A Fazenda Africana, esse foi um completo fracasso - mais um daqueles casos em que eu me interessei pelo livro sem ter lido a sinopse/resenhas, e acabei pagando caro por isso. Se não acreditam em mim, é só chegar os reviews no Goodreads, em inglês. Uma pena que eu não tenha descoberto isso antes de carregar o livro comigo por mais de 400 km, desde a Bienal do Livro de São Paulo. Argh.
A protagonista do livro é uma mulher rica que subitamente se vê privada de itens essenciais como babás, motorista e casa de praia, e passa páginas falando que a melhor maneira de resolver sua instabilidade financeira é através de um casamento com um homem mais velho bilionário, e que para se sentir feliz consigo mesma precisa de uma "intervenção" de um programa sensacionalista. Melhora um pouco no final, mas como ele é totalmente previsível, só o que salvou foi a escrita da autora, que é surpreendentemente agradável. Classificação duas estrelas de cinco estrelas.


Livro: Perfume - Patrick Süskind
Categoria: 31 (Um Livro Que Recebeu Críticas Ruins)


Mais uma leitura que estava em várias listas, e uma das mais aguardadas. Como vocês sabem, eu não sou fã do tema horror, mas abri uma exceção para Perfume, simplesmente porque sou apaixonada pelo filme!
O eterno medo de péssimas adaptações literárias foi derrotado logo nas primeiras páginas: o filme é uma excelente adaptação! Mas, a regra novamente se confirma: o livro é muito melhor.
A complexidade da mente perturbada de Jean Baptiste é meio que impossível de ser totalmente transmitida em um filme, por melhor que Ben Whishaw seja. O egocentrismo de Jean Baptiste, sua loucura e sua vida são fascinantes!
As cenas de horror são bem mais gráficas no livro, pelo menos na minha opinião - acho que isso ajuda o leitor a se tornar totalmente viciado na leitura. É um livro difícil de ser posto de lado!
Mesmo se você também já assistiu o filme, vale muito a indicação; mas ainda sim aconselho que vocês também esperem um bom tempo antes de fazer a leitura; para mim funcionou mais do que bem!

Livro: A Ilha do Dr. Moreau - H. G. Wells
Categoria: Escolha do mês do Literary Hurricane


Essa escolha do mês do lindos do Clubinho me pegou totalmente de surpresa: eu não fazia ideia de que esse livro existia. Sombrio, repleto de trechos assustadores, que dão ao leitor em forma de um relato em primeira mão de uma experiência mais do que sobrenatural, esse não é um livro para ser subestimado. Apesar de curto, há espaço mais do que suficiente para trazer ao leitor a mistura ideal de fascínio e nojo, medo e curiosidade. Sou muito "fraca" para o tipo de horror de H. G. Wells, e confesso que fiz "leitura dinâmica" em algumas partes - prepare-se para ser inundado com mais detalhes do que você quer saber sobe vivissecção!
Lendo criticamente, o texto dá margens para as mais diversas interpretações... Para mim, o autor fez uma comparação magistral com a inumanidade, com a falta de razão e raciocínio que dá lugar para instintos verdadeiramente animalescos em meio a sociedade. Sob essa perspectiva, o livro é simplesmente espetacular!
No geral, um livro três estrelas, indicado para todos aqueles leitores que não tem estômago fraco ou tendência a pesadelos!

Livro: The Canterville Ghost - Oscar Wilde
Categoria: 7 (Um Livro Com Personagens Não Humanos)

Meu primeiro livro lido inteiramente em inglês - yaaay! Desde que comecei o blog, há quase três anos atrás, esse era um sonho que, como leitora, eu estava disposta a realizar. Só de pensar que vou finalmente conseguir ler todos os livros que sempre quis e que nunca foram traduzidos me dá vontade de pular de alegria! Hahaha. Sou uma leitora duplamente mais feliz agora, e embora ainda tenha muito (mas muito mesmo!) o que aprender, tenho que comemorar esse momento com vocês. 
O livro é espetacular! Uma comédia de horror (um gênero que, aliás, eu nem sabia que existia) que trás uma risada em cada página, e alguns sustos em algumas também. 
Os personagens são simplesmente adoráveis, e hilários. Sir Simon de Canterville é o fantasma mais legal desde o Geléia, do filme Os Caça Fantasmas.
É com certeza um dos melhores livros que eu já li na vida e está mais do que recomendado, especialmente para esse mês: é um ótimo jeito de clarear a mente sem sair do clima. Fica a dica!


Livro: As Intermitências da Morte - José Saramago
Desafio: Livros Não Lidos

Essa foi uma leitura simplesmente espetacular! Cheio de humor, sarcasmo, amor, perdão e muitos pontos de vista sobre a vida, a morte e as pessoas que encontramos no caminho. Esse sim deveria ser um livro obrigatório nas escolas, eu com certeza teria adorado ler essa história mais cedo. 
Não é nenhum mistério o prêmio Nobel desse livro: a escrita primorosa de José Saramago encantam do começo ao fim, embora, eu deva admitir, o enredo seja um pouco estranho no começo. Mas, nas primeiras cinquenta páginas, já me vi completamente envolvida na história. 
Embora seja um livro possível de ser lido de uma só vez, vale a pena e merece ser degustado pouco a pouco - interromper a leitura em algumas partes é praticamente um sacrilégio, mas o enredo oferece todo tipo de ponto de vista inusitado, que pede pra ser analisado, pensado e repensado...Não poderia ser outra classificação, especialmente porque o final é simplesmente maravilhoso. Cinco de cinco estrelas, com certeza, e recomendadíssimo!

Livro: The Lover's Dictionary - David Levithan
Categoria: 44 (Um Livro Escrito Originalmente Em Outro Idioma)

Minha segunda leitura em inglês, embora tenha sido o primeiro livro que comecei a ler - eu não sabia que  The Canterville Ghost iria ser tão rápido e tão gostoso de ler. Levei quase três meses para terminar, porque fiz questão de pesquisar cada palavra nova no meu vocabulário de inglês; afinal escolhi esse livro justamente por pensar que um "dicionário" era o melhor jeito de começar a ler em outra língua. E fico feliz em dizer que eu estava certa! 
O livro é uma fofura, com o imenso bônus de ser totalmente diferente de tudo que eu já li na vida. Simplesmente não existe ordem cronológica no enredo, e a história é contada em pequenas partes por vez, obedecendo a ordem alfabética - afinal, é um dicionário! 
Mas, ainda sim, existe uma certa sensação de continuidade, de começo, meio e fim, que faz com que seja quase impossível parar de ler: você simplesmente tem que saber o que vai acontecer depois. Foi meu primeiro livro do autor e já é um cinco estrelas, preciso ler mais David Levithan - e vocês também!


Ufa! Esses foram todos os livros lidos nesse maravilhosamente produtivo mês de setembro! Em meses assim sempre bate aquela vontade de conseguir manter essa irrealística meta o ano inteiro... Hahaha. E vocês, o que leram em setembro? Quais foram os seus recordes de leitura? Vamos conversar nos comentários!
Em breve vocês poderão conferir um post sobre minha TBR de outubro, com muitas sugestões de boas leituras para vocês que querem se jogar no mês do horror.
Bjos & Até a Próxima! ;)


p.s¹: Alguns gifs comemorativos porque Setembro merece!




 

p.s²: If you're an english book reader and have some tips of books for beginners, please feel free to share!