sábado, 19 de julho de 2014

[Top 5] Perguntas Sobre Nerds

Bom dia, queridos leitores e seguidores!
Como estão nesse lindo sábado? O dia por aqui amanheceu bem nublado e bem friozinho, e o plano imediatamente se tornou assistir todos os filmes que ainda faltam; afinal as férias estão acabando e a Maratona Literária 3.0 está prestes a começar!
O post de hoje é sobre nerds, e já estava mais do que na hora! Afinal, um blog chamado "Livros & Nerds" que não fala sobre nerds é meio sem sentido né? Hahaha.
Vem comigo saber mais sobre o incrível mundo dos nerds!


Quero começar esse post agradecendo vocês pelo aumento maravilhoso dos seguidores, visitantes e comentadores. O blog tem crescido bastante nesses últimos meses, e como blogueira, só tenho a agradecer. É um reconhecimento de todo o trabalho de postar um bom conteúdo e, acima de tudo, o incentivo para que o blog cresça cada vez mais. Obrigada, seus lindos!
Bom, vamos falar sobre nerds. Nerdice é um mundo a parte, e resumir tudo em um só post é impossível, por isso escolhi os cinco principais tópicos.
Sem mais delongas, vamos começar!

1 - O Que é ser NERD?



Impossível começar sem dizer que praticamente tudo relacionado aos nerds é controverso, e na maior parte das vezes, polêmicos. A própria definição é complicada! A Wikipédia e o Dictionary trazem definições parecidas:

"Nerd (para a língua portuguesa, do inglês estadunidense 'nerd') é um termo que descreve, de forma estereotipada, muitas vezes com conotação depreciativa, uma pessoa que exerce intensas atividades intelectuais, que são consideradas inadequadas para a sua idade, em detrimento de outras atividades mais populares. Por essa razão, um nerd muitas vezes não participa de atividades físicas e é considerado um solitário pelas pessoas. Pode descrever uma pessoa que tenha dificuldades de integração social e seja atrapalhada, mas que nutre grande fascínio por conhecimento ou tecnologia."

"nerd or nurd (nɜːd)
1. a boring or unpopular person, esp one obsessed with something specified: a computer nerd
2.a stupid and feeble person"


Nada muito lisonjeiro, certo? Eu prefiro a definição do  Oxford Dictionary, que define “nerd” como "termo informal, de origem desconhecida, aplicada a pessoas que são excessivamente interessadas por algum assunto e que têm dificuldades em se relacionar com outros." Ainda não é bem exato, mas menos ofensivo, eu diria.
Com base nessas três definições, podemos dizer que nerd é alguém que se interessa profundamente por algum assunto, normalmente ligado a conhecimento e/ou tecnologia. E quero dar ênfase no "profundamente", porque para quem gosta mesmo de um assunto, não basta "arranhar a superfície". Não queremos apenas o produto, queremos as informações de quem fez, porque, quando, onde, como. Queremos saber sobre isso em outros países, outras línguas e outras culturas. Queremos saber tudo que for possível saber a respeito do que gostamos! É a diferença entre ler um livro x ler o livro, pesquisar sobre o autor, assistir resenhas de outros leitores, pesquisar a capa de outras edições ou outros países, ler diversas obras do mesmo autor... e por aí vai. 
E isso se aplica a qualquer que seja o assunto do interesse nerd: internet, tecnologia, filmes, músicas, HQ's, mangás, idiomas, dentre outros. 
Com a exceção e soma de alguns detalhes, isso é ser uma pessoa nerd. 
A definição do que é ser um nerd mudou radicalmente nos últimos anos, mas falaremos sobre isso no último item desse TOP 5.

2 - NERD's e Esteriótipos


Consta que a primeira aparição documentada da palavra nerd foi em 1950, como o nome de uma criatura em um livro do Dr. Seuss, chamado "If I Ran The Zoo" (Se Eu dirigisse o Zoológico). O uso da expressão nerd como gíria parece datar de 1951, quando a revista Newsweek reportou seu uso popular como sinônimo de pessoa “quadrada” ou desinteressante. Outras teorias dizem que a palavra se originou do nome de um boneco do ventriloquista Edgar Bergen (o nome do boneco era Mortimer Snerd), ou dos laboratórios da Northern Eletric Research and Development, de Ontário, Canadá (atualmente Nortel), cuja equipe técnica devia ser um grupo de, bem, vocês sabem.
Com todo esse tempo, é claro que iriam surgir algumas pré concepções das pessoas, os tão temidos esteriótipos. Ser nerd foi, por muitos e muitos anos, sinônimo de excesso de peso, anti-socialismo e extrema inteligência, não necessariamente nessa mesma ordem. Era uma ofensa imensa ser chamado de nerd, bullying e ameaças dos populares e "fortões" da escola eram eventos diários. Essa era a vida do nerd até a segunda metade da década de 80, e qualquer nerd de verdade com seus vinte e alguns anos vai se lembrar bem.
No Brasil, nos colégios era comum o adjetivo CDF, designando os alunos que apreciavam estudar (e, portanto, possuíam, digamos, traseiros de ferro para aguentar ficar sentados estudando). Coitado do nerd que usasse óculos ou fosse gordinho nessa época, porque aí já eram dois apelidos a mais pra acrescentar nessa lista. Alguém com alguma dessas características, e principalmente todas elas juntas, era considerado nerd, porém com uma condição: as notas. Notas de nerds eram as maiores notas da turma, o que é claro, os tornavam ainda mais odiados.
O esteriótipo de nerd mudou radicalmente nos últimos anos, mas falaremos sobre isso no último item desse TOP 5.

3 - NERD's e Bullying


Bullying sempre foi um tema pesado, e tenho experiências bastante pessoais sobre isso. Sofri e presenciei muitos tipos de bullying no colégio, até mesmo durante o ensino médio, sem sequer saber que aquilo tinha um nome. Todo tipo de bulliyng é prejudicial, potencialmente perigoso e extremamente ofensivo, mas de todos os "grupos" da escola, os nerds sofriam um dos piores tipos: a agressão física. Quantos filmes existem mostrando a clássica cena do nerd sendo enfiado em um armário? Hilário, certo? Mas saber que aquilo acontece na vida real com centenas de jovens talvez não seja tão engraçado assim.
Aqui no Brasil, poucas escolas contém armários. Mas muitas tem diversos vídeos no youtube mostrando cenas de agressões físicas entre alunos, a tal ponto que hoje se tornou crônico. Todas as escolas da minha cidade possuem policiamento da guarda municipal, devido ao número de brigas entre menores nas portas das escolas. Na minha época não existia isso e cada um se virava como podia.
Fui ameaçada diversas vezes, na escola, porque além de nerd, eu era "extremamente agressiva": se alguém me ofendia, eu ofendia de volta. Uma naniquinha de um metro e meio, vê se pode! Hahahaha. E por tirar notas boas, os professores eram os meus principais defensores, então me safei de algumas confusões.  A única ocasião que eu considero "potencialmente perigosa" que vivi, fui salva por um dos meus cinco primos mais velhos, que me levou pra casa em segurança. E hoje me lembro de tudo com gostosas risadas, mas na época, vivia a beira do pânico e fiz muitas vezes minha mãe me buscar e levar da escola, por medo. Era uma situação estressante que me perturbava, principalmente nos estudos; e naquela época, uma nota abaixo de 80% do total era motivo de desespero absoluto da minha parte.
Todo nerd sabe o que é isso, a maioria já vivenciou e foi alvo de bullying. É um crime, um desrespeito, e pode levar a situações muito mais graves, como já vimos na mídia várias vezes. Estamos em pleno 2014 e já está mais do que na hora do bullying acabar!

4 - NERD's e Vida Social


O consenso de opiniões e informações encontradas na internet é de que ser nerd é ser anti-social. Eu discordo: não somos anti-sociais, apenas não temos tanto tempo quanto gostaríamos, porque a maior parte do nosso tempo livro é gasto em dedicação ao(s) nosso(s) objeto(s) de nerdice. =D
Confesso que às vezes me sinto me fora de sintonia com o mundo, porque certas coisas que fazem parte da vida da maior parte das pessoas, simplesmente não existem no meu dia a dia: televisão, baladas, reality shows, música sertaneja (lembrando que moro no interiorrr de MG, isso por aqui é bem comum) e funk, notícias sobre "famosos", por aí vai. Não tenho nada contra nenhum desses assuntos, apenas não me interesso por eles, e quando  uma conversa surge e o tópico em questão é algo parecido, claro que vou ficar na minha, não sei nada sobre o assunto uai! Hahaha. Mas se o tema é livros, filmes ou séries, vai ser difícil me fazer ficar de fora da conversa!
E é simples assim. Ser nerd não é obrigatoriamente detestar baladas e barzinhos, nem quer dizer que você não possa se interessar sobre programas de tv. Não existe regra em relação a vida social, assim como não existe nenhuma "lei" que obriguem todos os nerds a se adequarem a um mesmo padrão; isso só acontece na cabeça das pessoas, devido aos esteriótipos e pré-conceitos.

5 - NERD's e as "modinhas"


Meu sonho é conseguir uma vaga pra fazer o curso na NASA, que me conta porque diabos ser nerd virou modinha. Porque virou, gente, isso é fato, infelizmente. Porque infelizmente? Porque com o aumento da "modinha nerd", cresceram as síndromes de vergonha alheia. Pessoas que nunca na vida pesquisaram sobre um código HTML querendo se passar por nerd, pessoas que nunca leram um livro com óculos (pior ainda: os que usam óculos como "acessório de look"... ah vá!!). Nada contra alguém que usa um moletom de HQ porque gosta da estampa (e quem é que não gosta?), mas daí a se passar por expert em todos os heróis da Marvel já é demais! Me incomoda, e incomoda a todos os nerds, porque já não se sabe mais quem é real é que é "nerd de instagram". Ouvi um caso em que uma pessoa teve a capacidade de comprar os livros "da moda", apenas pra postar no instagram, colocar na estante e "fazer fundo" para outras fotos. (Sem comentários, pelo motivo que: o Livros & Nerds não deve conter palavrões. Hahahaha) Me incomoda, e incomoda a todos os nerds, porque sustentamos esse rótulo com orgulho, na época em que sofrer humilhações verbais e agressões físicas eram parte do nosso dia a dia. Usamos e adotamos esse esteriótipo, não porque gostamos, mas sim porque fomos obrigados. E nos orgulhamos sim, de nos dedicar ao que gostamos, ainda que seja incompreensível ou estúpido para as outras pessoas. 
Ver alguém tentar se passar por nerd é uma das coisas mais deprimentes que pode existir, porque é claro que a pose não dura nem cinco minutos de uma conversa inteligente. E síndrome de vergonha alheia que isso transmite é forte demais pra colocar em palavras, só sentindo na pele pra saber. E pelo jeito não sou a única que penso assim: confiram abaixo vários vídeos de outros nerds que contam um pouco mais sobre o que é ser nerd e como se sentem com a "modinha nerd" (alguns contendo com alto índice de palavrões!) :


maspoxavida

Portal iG

Cauê Moura

Para finalizar, alguns testes que encontrei na busca por informações para fazer esse post. Alguns são bem legais!

Teste - Que Tipo de Nerd Você É?  - Superinteressante (meu resultado: CDF =)
Teste Nerd - InfoAbril
Você É Viciado em Internet? - Superinteressante

E por hoje é só, pessoal! Espero que tenham gostado e por favor, deixem suas opiniões e impressões sobre tudo que envolve o mundo nerd.
Beijos & Até a próxima =D

Fontes:

Jovem Nerd - Bullying
Wikipedia
Dictionary
Enciclonerdia - A Enciclopédia Nerd