quinta-feira, 20 de março de 2014

[Resenha] O Segredo de Emma Corrigan - Sophie Kinsella


Boa tarde!
Como estão nesse restinho de semana? Por aqui tudo ótimo, fora o probleminha que tive ontem com a internet - quem me acompanha no twitter sabe (sigam: @marithereader) que meu modem teve uma vida longa e farta, mas ontem infelizmente teve /quit@life. Mas agora já está tudo resolvido! \o/
Depois de mergulhar em um clássico distópico e em uma biografia, queria ler algo leve e diferente, por isso escolhi um romance. Estava buscando uma leitura rápida e divertida - e não me desapontei!
Durante a Maratona Literária, eu já havia lido outro livro dessa mesma autora - "Fiquei Com O Seu Número" e adorei a escrita! 
Além disso, "O Segredo de Emma Corrigan" já estava na minha lista  de leitura desde a Maratona. Não teria como não escolhê-lo, certo? :)

Ela, uma mulher comum. Recém empregada, buscando uma promoção no trabalho, às voltas com dificuldades financeiras, jovem. Ele, um homem de negócios bem sucedido, milionário; cansado da convivência com puxa-sacos e mulheres interesseiras. Duas pessoas muito diferentes... mas uma coisa eles tem em comum: ambos tem segredos que não querem compartilhar com ninguém ;)
Imagine a seguinte cena: você está em um avião, morrendo de medo, quando de repente começa uma turbulência enorme e o avião começa a perder altitude. Na poltrona ao lado, um homem está sentado e calmamente tomando uma bebida. No meio do caos - malas voando, aeromoças caindo, o piloto tentando ser ouvido no auto-falante - você segura a mão desse estranho, tão calmo; e sente que aquele é a última coisa que você irá fazer na vida, que o avião infalivelmente irá despencar e você irá morrer. E naquele momento, por alguma razão, você começa a contar todos os seus segredos, até - e principalmente - aqueles íntimos e embaraçosos... rsrs.
Essa é a cena do primeiro encontro de Emma e Jack, e a autora dá um toque de humor que nos faz querer virar a próxima página, e dar muitas risadas!
Emma é uma personagem que muitas mulheres se identificam: seus gostos, seus hábitos, sua convivência com sua família e seus amigos. Quando ela descobre que seu vizinho, na verdade, é o seu chefe e dono da empresa em que ela trabalha (uma das maiores e mais lucrativas empresas do ramo de publicidade), a situação fica praticamente insustentável - e muito, muito cômica.
"O Segredo de Emma Corrigan" tem algumas características que eu, particularmente, gosto muito em qualquer livro, mas especialmente nos chick lit: o enrendo traz coisas inesperadas! Nada me desanima mais de uma leitura do que um enredo previsível, em que nas duas primeiras páginas do capítulo já é possível descobrir o que acontece a seguir. E Emma, justamente por ser uma mulher comum, comete erros e age de forma completamente inesperada, o que me arrancou risos e me fez ficar ansiosa pelo final.
Sinceramente, chega em um ponto da história em que eu mal podia esperar para virar a página e descobrir o que ela tinha aprontado! Hahaha
Jack, o vizinho-chefe, também é bem trapalhão; comete erros inacreditáveis, e isso faz com que Emma fique absolutamente furiosa com ele, e eu me peguei com raiva dele também. Como é bom quando lemos uma história capaz de nos transportar para ela!
Adorei a história, li incrivelmente rápido e recomendo a leitura; tanto para os amantes do estilo chick lit, quanto para os que querem ler sobre o estilo e estão em dúvida sobre qual livro escolher.
Na minha classificação, quatro de cinco estrelas :)

Essa foi a resenha de "O Segredo de Emma Corrigan", minha terceira leitura do mês de março. Em breve eu volto com mais resenhas!
Beijos & Até a próxima.