terça-feira, 15 de outubro de 2013

Top 5 - Melhores Prólogos da Sua Estante


Oi, gente!
Sumidinha eu né! Tô me atualizando nas séries, Supernatural acabou de começar a 9° temporada, Grimm volta do hiato daqui a dez dias, além disso to amando a Agents of Shield *-*
Comecei a ver também Once Upon a Time, e que me desculpem os amantes da série, que série ruim! Não estou gostando nada dos personagens e do clima infantil da trama :( Mesmo assim, vou insistir até o final da 1º temporada!
Mas não é esse o assunto de hoje! Na verdade hoje eu vim falar de prólogos. Vocês sabem o que são?
Vem comigo que eu te conto!



Se você respondeu que prólogo normalmente são aquelas primeiras páginas que todo mundo pula, você está errado! Hahaha. Eis a definição:

Definição: Prólogo é um termo que provém da língua grega e que se refere a um pequeno discurso que antecede o corpo de uma obra escrita. Trata-se portanto da primeira parte de um livro. (http://conceito.de/prologo)

Cada leitor tem uma mania, já vi relatos de leitores que sempre leem a última linha do capítulo (masoq??) ou leem o último capítulo antes do livro. (sim, somos estranhos). Eu sou viciada em prólogos, graças ao livro E O Vento Levou, em que o prólogo é uma carta muito fofa da autora para a tradutora, trocando fofocas sobre o livro. Qualquer dia posto aqui pra vocês, mas hoje só queria deixar meu Top 5 dos melhores prólogos que já li!
Acho que o objetivo de um bom prólogo é ter frases, poemas ou citações que causem impacto, agucem a curiosidade do leitor e que claro, seja conectado com o tema do livro. Esses, pra mim, são os que cumprem bem esse papel e que me impressionaram, principalmente pelo seu impacto. Mesmo quem nunca leu o livro se impressiona ;)

5 - A Ira dos Anjos - Sidney Sheldon

"Fale-nos das hostes secretas do mal, ó Cimon... Seus nomes não podem
em voz alta ser pronunciados, para que não profanem
lábios mortais, pois emergiram das trevas
 profundas e atacaram os céus, mas foram repelidos
 pela ira dos anjos..." - de Diálogos de Quios


4 - Onze Minutos - Paulo Coelho 

"Porque eu sou a primeira e a última
Eu sou a venerada e a desprezada
Eu sou a prostituta e a santa
Eu sou a esposa e a virgem
Eu sou os braços de minha mãe
Eu sou a estéril, e numerosos são os meus filhos
Eu sou a bem casada e a solteira
Eu sou a que dá a luz e a que jamais procriou
Eu sou a consolação das dores do parto
Eu sou a esposa e o esposo
E foi meu homem quem me criou
Eu sou a mãe do meu pai
Sou a irmã do meu marido
E ele é meu filho rejeitado
Respeitem-me sempre
Porque eu sou a escandalosa e a magnífica" - 
Hino a Ísis, século III ou IV (?), 
descoberto em Nag Hammadi


3 - O Bandolim de Corelli - Louis de Berniéres

O Soldado

Por algum frio campo de silencioso mundo
Vão esbeltos e altos jovens, caminhando,
Uns para os outros rirem, num silêncio profundo,
Nenhum som, mas, claro, estão falando.

Falam de tudo que em vão amaram,
Porém, rarefeito, o ar nada conduz.
Eram jovens e áureos, mas tanta dor passaram
Que hoje são velhos, e o outro a cinza se reduz.

Os imutáveis corações clamam, porém,
Onde as vidas que perdemos?
Será, talvez, jovem e áureo alguém,
Zombará ele da morte por que morremos?

Por algum frio campo de um mundo inexplorado
Olham-se os jovens, questionando tudo.
Perguntam-se os jovens, de coração dourado,
Onde o mundo perdido, nesse paraíso mudo?
Humbert Wolfe


2 - Senhor dos Anéis Vol. 1 - A Sociedade do Anel - J.R. R. Tokien

"Três Anéis para os Reis-Elfos sob este céu,
Sete para os Senhores-Anões em seus rochosos corredores,
Nove para Homens Mortais, fadados ao eterno sono,
Um para o Senhor do Escuro em seu escuro trono
Na Terra de Mordor onde as Sombras se deitam.
Um anel para a todos governar, Um Anel para encontrá-los,
Um Anel para a todos trazer e na escuridão aprisioná-los
Na Terra de Mordor onde as Sombras se deitam."


1 - Harry Potter e As Relíquias da Morte - J. K. Rowling

"Ah, desgraça inerente à raça!
o grito torturante da morte
e o golpe que atinge a veia,
o sangramento inestancável, a dor,
a maldição insuportável.

Mas há uma cura dentro
e não fora de casa, não
vinda de outros mas deles próprios
por sua disputa sangrenta. Apelamos a vós,
deuses da sombria terra.

Ouvi bem-aventurados poderes soterrâneos - 
atendei o nosso apelo, socorrei-nos
Favorecei os filhos, dai-lhes a vitória."
Ésquilo, As coéforas

"A morte é apenas uma travessia do mundo, tal como os amigos que atravessam o mar e permanecem vivos uns nos outros. Porque sentem a necessidade de estar presentes, para amar e viver o que é onipresente. Nesse espelho divino vêem-se face a face; e sua conversa é livre e pura. Este é o consolo dos amigos e embora se diga que morrem, sua amizade e convívio estão, no melhor sentido, sempre presentes, porque são imortais."
William Penn, More Fruits of Solitude



Fala sério, esse do Harry Potter ficou na minha cabeça por dias! Foi o sétimo círculo do inferno tentar me lembrar onde tinha lido! Quando achei dei pulinhos e gritinhos e agradeci a Nossa Senhora da Literatura, coisa incomoda ficar com uma dúvida e não conseguir descobrir (nerd!!).
Enfim, espero que tenham gostado e que prestem atenção quando abrirem o livro, pelamordaDiva não vai pular as primeiras páginas!!
Até a próxima ;)